Menu fechado

Captação de Recursos em Bancos Oficiais e Outras Fontes

Introdução

As fontes de financiamento em um mundo globalizado vão além dos instrumentos bancários tradicionais e além das fronteiras nacionais. O volume global de recursos em operações de debt (dívida), segundo o Institute of International Finance em 2021 foi de R$ 300 trilhões de dólares e um PIB Global de 94 trilhões de dólares.

No Brasil a relação crédito/PIB segundo o Banco Central é de 53% e no setor público a relação dívida/PIB ficou em 80,3% em 2021.

Atualmente o estado da Bahia tem uma situação fiscal confortável. Segundo dados o STN (Secretaria do Tesouro Nacional), a Capacidade de Pagamento (CAPAG) do estado é nota “B” no ano de 2021.

Possibilidades

Existem diversas possibilidades para captação de recursos, tanto para o setor público, quanto para o setor privado. Entretanto cada oportunidade exige uma avaliação criteriosa para atendimento dos critérios de concessão dos recursos. Além de formas distintas de composição, que podem ir desde um processo de privatização até uma operação mais sofisticada envolvendo o mercado de capitais.

As fontes podem ser oriundas de bancos comerciais tradicionais, dos bancos de fomente, bancos internacionais de composição multilateral, fundos nacionais e internacionais. Entretanto, para se conseguir esse acesso é fundamental ter um bom projeto que faça sentido do ponto de vista da ótica dos financiadores, desde projetos com retornos de investimento na ótica privada, que entregam retornos compatíveis com o mercado até retornos que entregam benefícios sociais e sem a necessidade de uma contrapartida financeira.

Abaixo os principais agentes internacionais de fomento com os quais o Brasil já executou projetos:

  • Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (Bird)
  • Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID)
  • Consórcio de Bancos
  • Grupo Societé Generale – Banco Francês
  • Credit Suisse
  • Corporação Andina de Fomento (CAF)
  • Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD)
  • Japan International Cooperation Agency (JICA) – Agência Japonesa
  • Banco Europeu de Investimento (BEI)
  • Banco Bilbao Vizcaya Argentaria S.A. (BBVA)
  • Bank of America Merrill Lynch (BAML)
  • Japan Bank For International Cooperation (JBIC) – Banco Japonês
  • BNP Paribas – Banco Francês
  • Kreditanstalt für Wiederaufbau (KFW) – Banco Alemão
  • Global Environment Facility (GEF)
  • Fundo para o Desenvolvimento da Bacia do Prata (Fonplata)
  • MLW intermed (MLW) – Negociação e consultoria de produtos e equipamentos na Saúde e Educação
  • Fundo Internacional para Desenvolvimento da Agricultura (FIDA)
  • Comunidade Europeia
  • Fundo Mundial para a Natureza (WWF)
  • Cities Alliance
  • Cities Alliance

Rodadas de discussão